O Ministério Público de São Paulo emitiu recomendação administrativa para o governo estadual e a Prefeitura de São Paulo com recomendações para decretos com fechamento igrejas, bares e centros comerciais, prevendo sanções para descumprimento.

Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo - Silas Malafaia


O ofício, a respeito das ações contra o coronavírus, é assinado pelos promotores Arthur Pinto Filho e Dora Martin Strilicherk.

Nesta quarta-feira (18), o governador João Doria (PSDB) recomendou o fechamento de shoppings. No documento, os promotores afirmam que "meras recomendações não são suficientes para impedir o isolamento social".

O documento cita igrejas, academias, centros comerciais e bares e restaurantes.

No fim da tarde, a reboque de Doria, o prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou fechamento de lojas na capital. A medida de Covas, porém, só vale para a cidade de São Paulo.

deixe seu comentário!

Postagem Anterior Próxima Postagem