O governo brasileiro decidiu nesta quinta-feira, 19, fechar as fronteiras com oito países com os quais tem divisa terrestre na América do Sul, como  tentativa de conter a disseminação da Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. A decisão foi publicada na portaria 125 de uma edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

Coronavírus: Turistas de máscaras no RJ


Por 15 dias, estarão fechadas as fronteiras com a Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru e Suriname. A portaria foi assinada pelos ministros da Justiça e Segurança Publica, Sérgio Moro, da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e da Casa Civil, general Braga Neto. Para o caso do Uruguai, o governo portaria específica.

As novas regras não surtirão efeito para cidadãos brasileiros ou estrangeiros naturalizados, estrangeiros com residência no país e diplomatas. Tampouco vigorará no comércio de bens do Brasil com esses países.

Até o momento, o Brasil havia fechado suas fronteiras apenas com a Venezuela, por conta do novo coronavírus. A nova medida, porém, segue a mudança de tom do governo em lidar com a pandemia e ocorre no dia seguinte da aprovação do decreto de calamidade publica enviado pelo Executivo à Câmara dos Deputados.

Em São Paulo, onde se concentra o maior número de diagnósticos positivos, o prefeito Bruno Covas (PSDB) determinou o fechamento de lojas na cidade para conter o avanço da doença. O governador João Doria (PSDB) também decretou que todos os shoppings centers da capital e região metropolitana sejam fechados, além de academias de ginástica. A medida é semelhante à adotada pelo governador do Rio, Wilson Witzel (PSC). A doença respiratória já matou quatro pessoas no país e contaminou outras 428 até esta quarta, segundo dados do Ministério da Saúde.

deixe seu comentário!

Postagem Anterior Próxima Postagem