Rede TV cancela programa do Silas Malafaia por falta de pagamento


O pastor Silas Malafaia anunciou que encerrou o contrato que mantinha com a RedeTV! para exibição, aos sábados, do programa Vitória em Cristo devido a uma dívida que chega a R$ 1,8 milhão. A informação foi enviada aos colaboradores da associação homônima.

O programa Vitória em Cristo, no ar há mais de 34 anos, era exibido na RedeTV! há mais de duas décadas (o espaço na grade de programação começou a ser locado pelo pastor quando a emissora ainda se chamava Manchete), e o acúmulo de débitos obrigou o encerramento do contrato.

Em um e-mail objetivo, Malafaia pediu aos “parceiros ministeriais” – fiéis que contribuem mensalmente com valores diversos para que a Associação Vitória em Cristo mantenha suas atividades, que incluem projetos sociais – que “não falhe com a semente que tem plantado” nos projetos da entidade.

Malafaia sempre ressaltou que as ações da Associação Vitória em Cristo são custeadas pelos “parceiros ministeriais”, já que quando iniciou as atividades da entidade, ele não contava com ajuda da então Assembleia de Deus da Penha, atualmente ADVEC.

“Estamos precisando muito, mas muito mesmo, que você não falhe com a semente que tem plantado em nosso ministério. Acabo de cancelar o contrato com a RedeTV, referente ao programa exibido há mais de 20 anos nessa emissora, por falta de recursos. A Associação Vitória em Cristo possui um débito de aproximadamente 1 milhão e 800 mil reais, que não tem conseguido pagar e, por isso, cancelamos o programa, a fim de adequar nossos gastos à nossa receita”, diz a introdução do e-mail enviado aos fiéis que são colaboradores da entidade.

No comunicado, o pastor afirma que continuará “com a exibição do programa na Rede Bandeirantes, aos sábados, ao meio-dia”, e relata que os projetos de cunho social estão garantidos, por enquanto: “Ainda não cortamos nenhuma verba dos projetos sociais, porque, se fizermos isso, algumas entidades terão de fechar suas portas, e pessoas necessitadas deixarão de ser assistidas”.

Ao final, o pastor pede que os fiéis ajudem na quitação das dívidas: “Estamos atravessando um momento dificílimo. Peço em nome de Jesus que você mantenha sua fidelidade como Parceiro Ministerial. Somente Deus poderá recompensá-lo”.

5 comentários

  1. O IRMÃO EDUARDO CUNHA NÃO ESTÁ MAIS DANDO O DIZIMO???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O PROGRAMA DO PR. SILAS SAIU DO POR FALTA DE PAGAMENTO????
      E O IRMÃO EDUARDO CUNHA?? ONDE ELE ESTÁ??? NÃO ESTA DANDO MAIS OFERTAS???

      Excluir
  2. Sabem de uma coisa???
    Teologia da prosperidade é de Deus.
    Teologia da prosperidade é uma HERESIA, não é de Deus, portanto...

    Eu não tenho certeza acho que é uma heresia.
    Se é de Deus, cadê na vida do pastor Silas, o dinheiro nunca vai FALTAR, ter excesso financeiro que só cresce... etc.
    SE riquezas no mundo é o propósito de DEus, cadê, e porque divida de R$ 1,8 milhões???
    Se for verdade, este é um fruto mau que vem da TEOLOGIA da PROSPERIDADE falsa.
    Funciona assim: riquezas, abundâncias hipnotizantes no começo, e ao logo prazo, dívidas, falências, mortes por acidentes.
    Se a tal prosperidade finaceira fosse divino (Deus daz ficar aqui neste mundo, agora mesmo), a Europa seria o continente mais RICO do mundo, pois Europa é o berço judaico cristão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois não querem que peçam dinheiro aos fiéis...
      Eita mas que povo mais ignorante!!!! dinheiro não nasce em árvore, é preciso que alguém colabore para que a Obra de Deus continue.
      Se o Pastor pede acham errado, se falta recurso para pagar o programa dizem que é porque a teologia da prosperidade não funciona.
      Na verdade sempre procuram um motivo para falar mal de evangélicos e pastores, que em sua maioria dedicam suas vidas para ajudar outras pessoas... isso não enxergam. Essas pessoas que escolhem falar mal de pastores é porque no fundo sabem que eles falam a verdade e a verdade dói...(mas também liberta).
      Olha! é só Deus para ter paciência com um povo tão obstinado e de duro coração como esse.

      Excluir
  3. Depois não querem que peçam dinheiro aos fiéis...
    Eita mas que povo mais ignorante!!!! dinheiro não nasce em árvore, é preciso que alguém colabore para que a Obra de Deus continue.
    Se o Pastor pede acham errado, se falta recurso para pagar o programa dizem que é porque a teologia da prosperidade não funciona.
    Na verdade sempre procuram um motivo para falar mal de evangélicos e pastores, que em sua maioria dedicam suas vidas para ajudar outras pessoas... isso não enxergam. Essas pessoas que escolhem falar mal de pastores é porque no fundo sabem que eles falam a verdade e a verdade dói...(mas também liberta).
    Olha! é só Deus para ter paciência com um povo tão obstinado e de duro coração como esse.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos são excluídos sem aviso prévio. Contato: ligadonogospel@live.com
EmoticonEmoticon