Camisa ensanguentada de Valdemiro está curando pessoas


Depois de passar por um dos momentos mais turbulentos de sua vida, quando sofre uma tentativa de morte, por um homem identificado como Jonathan Gomes Higino, 20 anos, que foi preso em flagrante. O ajudante disse que só deferiu os golpes porque foi insultado por Santiago em um culto no mês de julho. "Vamos crucificar ele", teria dito o líder da igreja.

Mas a camisa ensanguenta se tornou símbolo de milagre

“Passaram até a camisa ensanguentada no manto. Quando ela [a fiel] tocou no manto, ela aplumou. Foi curada. O demônio fez o serviço dele, mas acabou dando o contrário. No acerto de contas com o diabo, foi assim: ‘E aí, como é que foi com o Valdemiro? O saldo foi negativo. Porque teve até gente que saiu curada'”, diz o pastor, que se autointitula apóstolo. “A unção está na nossa roupa, no nosso copo, no nosso relógio, na nossa aliança, no nosso chapéu, no nosso sangue”, explica Santiago, fazendo o adendo de que o poder vem de Deus e não dele.

No domingo, enquanto ele distribuía bênçãos aos fiéis na chamada “imposição de mãos”, o ajudante-geral Jonathan Gomes Higino, de 20 anos, aproximou-se dele e o golpeou com um facão no pescoço. Jonathan foi detido em flagrante e teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. O pastor foi levado ao Hospital Sírio Libanês, onde levou 25 pontos, e recebeu alta após passar menos de seis horas internado.

Santiago também ressaltou que abençoou o agressor e que orará por ele. "Mesmo ele não gostando de mim, continuarei orando para libertar esse rapaz", disse o líder.

com informações VEJA
DEIXE SEU COMENTÁRIO ()