Cerca de 20 igrejas são destruídas com bombardeios na Síria

Cerca de vinte igrejas foram destruídas em Aleppo, Síria de acordo com um alto funcionário russo.


A agência de notícias Interfax informou  a alegação pelo vice-presidente da Comissão para a UNESCO da Federação Russa e da Comissão para a cooperação russo-síria, Alexander Dzasokhov.

De acordo com a Interfax, Dzasokhov disse A Igreja eo Mundo  programa de TV no Rossiya-24channel: "É uma cidade magnífica na Síria [Alepo] que era famoso não só pela sua famosa arquitetura e locais de interesse cultural, mas era um lugar onde o aspecto Cristão desta nação sofredora sempre esteve presente. Ele sofre grandes destruições agora. de acordo com os dados mais recentes, vinte igrejas foram destruídas lá. "

Dzasokhov acrescentou: "Eu não exagero. É por isso que a necessidade de preservar a Síria como um país com um monte de coisas históricas e exemplar é a tarefa não só para o povo sírio persistentes, corajosos e dignos, mas todos os outros povos e Estados.. "

No início deste mês, um proeminente igreja siríaca católica em Aleppo foi danificado  em um ataque shell, em violação do cessar-fogo.

A Agência de Notícias Árabe Síria filmado e relatou  o ataque pelo Exército Sírio Livre na área de Al-Aziziyah do norte de Aleppo.

O míssil parecia ter atingido o segundo andar da igreja, a Catedral de Nossa Senhora, que está em uma parte da cidade que tem uma grande população cristã.

Vários sítios arqueológicos que datam das Cruzadas, juntamente com mesquitas e igrejas, foram destruídos nos combates, AINA relatou .

No mês passado, um padre jesuíta em Aleppo, Pe Ziad Hilal  descrito  como a Igreja Católica continua a ajudar aqueles que permanecem na cidade, apesar de um aumento de intensos combates que nos últimos meses já matou dezenas, milhares deslocadas e corte de água e energia para até dois milhões de pessoas de ambos os lados da linha de frente.
DEIXE SEU COMENTÁRIO ()