Estado Islâmico sentencia jovem a 200 chicotadas por apostatar-se do islã

O extremismo religioso empregado pelo EI tem causado efeitos truculentos e reações em massa por todo o mundo. Bárbarie é a palavra ideal...



O extremismo religioso empregado pelo EI tem causado efeitos truculentos e reações em massa por todo o mundo. Bárbarie é a palavra ideal para definir o grupo que tem, de forma brutal, espalhado o ódio às classes sociais e religiosas do mundo.

De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos um jovem, numa tentativa de resgatar sua mãe do terriótorio que é dominado pelos jihadistas desde 2014, foi castigado com 200 chicotadas pelo Estado Islâmico.

A punição foi aplicada na província de Deir ez Zor e segundo informações, o castigo durou três dias e o jovem terá a obrigação de pagar uma multa de US$ 500.

Os países localizados ao nordeste da Síria estão dominados por forças do grupo jihadista desde o ano de 2014, onde várias cidades já foram tomadas e por todas as partes há catástrofes que resultam da brutalidade do extremismo.

 O Estado Islâmico tem aplicado punições severas àqueles que não seguem a sharia e "apostatam-se" da fé. Embora os cristãos sejam os mais prejudicados com as atrocidades do grupo, ainda há uma minoria que é vítima, como muçulmanos não extremistas.