Últimos capítulos da nova temporada: Os Dez Mandamentos (resumo 27/06 e 28/06)

Os Dez Mandamentos é a primeira novela brasileira baseada numa história bíblica. Com efeitos especiais grandiosos e uma história emoci...


Os Dez Mandamentos é a primeira novela brasileira baseada numa história bíblica. Com efeitos especiais grandiosos e uma história emocionante, a superprodução da Rede Record reconta uma das mais famosas passagens da Bíblia: a saga de Moisés, desde seu nascimento até a chegada de seu povo à Terra Prometida, passando pela fuga do Egito através do Mar Vermelho e o encontro com Deus no Monte Sinai.

Capítulo 61 (Segunda 27/6): Leila e Gahiji finalmente se reencontram

No alto do Monte Hor, Arão se despede de Moisés e Eleazar. Moisés veste Eleazar com as roupas do irmão. O Libertador escreve sobre a morte de Arão. Algum tempo se passa e Moisés diz palavras de força e apoio aos guerreiros hebreus. Seom reúne outros reis de reinos próximos para traçarem uma estratégia contra o povo hebreu.

O rei de Hesbom diz ter um trunfo. Ele avisa que a esposa de Oren é cunhada de Moisés.Zur avisa ao rei Balaque e à rainha Elda sobre a aproximação dos guerreiros hebreus. Deborah se mostra preocupada com a ida de Eli ao combate. Oren tenta convencer Seom a desistir de guerrear contra o povo hebreu.

Moisés se reúne com Calebe e Josué. Eles decidem que Hesbom é o próximo lugar a ser invadido. Moisés avisa que quer Adira viva. Oren avisa ao filho Ezequiel sobre o perigo que Adira está correndo. Iru debocha do jeito como Otniel treina com a espada. Adira questiona Oren sobre a decisão do rei de lutar contra o povo de Moisés. Ezequiel avisa à Leila sobre a aproximação dos hebreus.

Em conversa com Noemi, Joana diz que sente um conforto por saber que Arão está junto de Deus. Adira suplica a Oren para que fujam em direção ao acampamento dos hebreus. O rei Balaque deixa Betânia tensa ao dizer que precisará chamar Balaão. Gahiji pede para Bezalel manter a fé pois eles encontrarão Leila. Oren surpreende Leila e Baraquias ao avisar que fugirão de Hesbom para encontrar os hebreus. Eleazer conversa com Inês e diz que é uma responsabilidade e tanto assumir a função de sumo sacerdote. Zípora diz estar ansiosa para reencontrar suas irmãs e sobrinhos. Moisés diz sábias palavras a Josué. Betânia alerta Cosby sobre o caráter de Balaão. A menina a desrespeita e Betânia lhe dá um tapa no rosto.

A irmã de Zípora se arrepende, mas Cosby sai furiosa. Usando capuzes, Adira, Leila e Baraquias caminham apressados pelas ruas de Hesbom. Ezequiel se junta aos guardas que vigiam a saída da cidade. Bezalel lamenta a ausência de Leila e é consolado por Deborah. Oren chega ao portão de saída de Hesbom e ordena que os Oficiais deixem o local, exceto Ezequiel e mais três. O general faz sinal para Adira passar com Leila e Baraquias, mas, de repente, outros soldados surgem e barram a saída deles. Oren, Ezequiel, e os três Oficiais aliados sacam rapidamente as espadas. O general grita ordenando que Adira, os seus fujam. Eles começam a lutar contra os soldados do rei. Adira, Leila e Baraquias aproveitam o momento e fogem em direção à saída da cidade.

O combate continua. Dois Oficias aliados de Oren são mortos. O general e Ezequiel lutam em desvantagem. Adira hesita em permanecer na fuga, mas Leila e Baraquias avisam que é preciso continuar. Abner diz a Zur que lutará contra os hebreus. Oren segue lutando enquanto Ezequiel é ferido na perna. Depois de derrotar os Oficiais do rei, o general tenta socorrer o filho. O rei Balaque ordena que Zur traga Balaão ao palácio para destruir Moisés. No acampamento, os hebreus cantam louvando a Deus em volta da fogueira. Oren leva o filho ferido até a casa de Jair.

O rei é informado sobre a fuga de Oren e seus familiares. Adira, Leila e Baraquias chegam ao acampamento dos hebreus. Gahiji se emociona ao rever sua amada. Oren, Talita e Jair tentam salvar a vida de Ezequiel. Gahiji e Leila se abraçam emocionados. Ele agradece a Deus por reencontra-la. Adira abraça Gerson e Eliezer. Seom avisa que Oren pagará caro por ter lhe traído. Leila apresenta Baraquias a Gahiji. Em seguida ela abraça as filhas de Abigail e Zelofeade. Eliezer dá notícias para Adira sobre os seus filhos. Zípora e Moisés se emocionam ao reencontra-la. Bezalel chora de emoção ao reencontrar sua mãe.

Capítulo 62 (Terça 28/6): Josué e os outros hebreus comemoram a conquista de Hesbom

Leila se emociona ao reencontrar os filhos de Bezalel e Deborah. Baraquias é apresentado ao irmão. Leila recebe a notícia da morte de Abigail e fica impactada. Bezalel diz imaginar o quanto sua mãe pode ter sofrido. Leila começa a contar toda sua trajetória depois de ter sido sequestrada. Adira descobre que Ada morreu tragicamente. A irmã de Zípora implora para Moisés ajudar a encontrar Oren e Ezequiel.

Enquanto são amparados pela família de Jair, Oren se preocupa como estado de saúde de Ezequiel. Decidido, o rei Balaque ordena que tragam Balaão ao palácio. Josué se surpreende ao ouvir Calebe dizer que Leila e Adira estão no acampamento. Safira diz estar feliz por Zípora ter reencontrado a irmã. Fineas teme a reação do rei.

Calebe avisa que os hebreus precisam estar preparados para tudo. Moisés tranquiliza Adira dizendo que enviará uma comitiva para se informar sobre Oren e Ezequiel. Seom é avisado sobre a chegada dos hebreus no palácio. Revoltado, Abner confessa à Haya que sempre viveu bem sem os parentes hebreus.

Oren, Jair e Talita seguem cuidando de Ezequiel. Josué, Calebe e Quenaz tentam negociar com o rei. Firme, Seom diz que impedirá a passagem do povo hebreu por Hesbom. Escondido, Abner presencia a conversa entre Zur e Elda. Ele se enche de ódio ao descobrir que Adira sempre tentou se comunicar por cartas.  Josué avisa a Moisés sobre a decisão de Seom. O libertador ordena que o sobrinho reúna os homens. Leila fica aflita ao saber que Baraquias guerreará. Quenaz pede a Otniel para não ir à guerra, pois ele será mais útil protegendo o acampamento. Ezequiel começa a se recuperar do ferimento. Oren se espanta ao saber que o exército do rei enfrentará os hebreus. Ao saber do impasse entre Seom e os hebreus, Adira teme pela vida de Oren e Ezequiel.

O rei observa a aproximação do exército hebreu. Josué lidera os homens rumo à Hesbom e os incentiva com palavras de fé. Seom grita pedindo aos amorreus para massacrarem os hebreus. Josué avisa que chegou a hora e manda seus homens avançarem. Enquanto treina com espada, Zur e surpreendido com a chegada de Abner. Eles começam a travar uma luta. Abner o questiona sobre as cartas enviadas por Adira. Zur acaba confessando e o provoca. Abner encosta aponta de sua espada na garganta de Zur, mas não tem coragem de matá-lo. Os hebreus iniciam o confronto contra o povo amorreu. O rei Seom observa a batalha.

No acampamento, Leila segue reencontrando os outros hebreus. Adira se mostra confiante no poder de Deus. Os hebreus começam a levar vantagem no combate contra os soldados de Hesbom. Calebe avisa a Josué sobre a aproximação de um soldado inimigo e ele consegue se defender. Quenaz percebe que Iru está em perigo e consegue salvá-lo. Os soldados amorreus começam a recuar. Seom se mostra assustado. Betânia descobre que adira está viva e que Zur escondeu suas cartas o tempo todo. Zur conta a Elda sobre a descoberta de Abner. O rei Seom se apavora ao notar o avanço dos hebreus.

Josué se aproxima de Seom e manda o rei se entregar. Seom diz que nunca se entregará e parte para cima de Josué. O guerreiro hebreu enfia uma espada em Seom, que cai morto. Os hebreus tomam a cidade de Hesbom. Alguns oficiais amorreus pedem clemência. Josué discursa ao povo de Hesbom. Ele avisa que o rei Seom está morto. Oren e Ezequiel são surpreendidos com a chegada de Baraquias. Josué e os outros hebreus comemoram a conquista de Hesbom.