Deus perdoa todos os pecados? Sem exerções?

Sobre o perdão de Deus aos pecados que cometemos, a Bíblia é bem clara quando diz que “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo...

Sobre o perdão de Deus aos pecados que cometemos, a Bíblia é bem clara quando diz que “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1:9). O que Deus exige de nós é o arrependimento e a confissão. Essas duas ações demonstram que estamos dispostos a construir uma nova história, lutando contra o erro. A Bíblia é clara quando afirma que Deus perdoa sim o arrependido.

A única exceção apontada na Bíblia é contra o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo. A Bíblia afirma que esse pecado é imperdoável. Explicamos o que ele significa aqui neste artigo. Mas em linhas gerais, aquele que comete esse pecado imperdoável não chega a se arrepender, pois permanece na dureza de seu próprio coração. Não é o seu caso, com certeza.

perdão dEle
Algumas pessoas, porém, são tomadas por um sentimento de culpa tão grande, que muitas vezes, chegam a questionar se Deus as perdoou. Mas na realidade o que ocorre é que a própria pessoa não se perdoa. Muitas vezes temos expectativas de agir de uma forma, mas agimos de outra e decepcionamos a nós mesmos. O apóstolo Paulo observou muito bem essa realidade: “Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço” (Romanos 7:19). O diabo se aproveita muitas vezes dessa nossa decepção com nós mesmos e nutre a nossa culpa, de forma que, mesmo perdoados por Deus, ainda nos culpamos. Nesse caso, precisamos aprender a nos perdoar e a nos dar uma nova oportunidade de fazer diferente assim como Deus nos dá.

É importante observar também que às vezes achamos que Deus não irá perdoar determinado pecado por acharmos que ele é muito grave. Realmente, existem pecados muito graves, mas a Bíblia nos mostra que Deus sempre acolherá o arrependido: “Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus” (Salmos 51:17). Jesus mostrou essa realidade quando perdoou uma prostituta, quando perdoou um ladrão que fora crucificado ao Seu lado, quando se aproximou de pessoas que tinham cometido pecados graves e as transformou.

Assim, concluímos que Deus sempre perdoará o arrependido, mas que o arrependido precisa também se perdoar e buscar construir uma nova história, agora seguindo aquilo que agrada a Deus, vivendo uma nova vida. Foi o que Paulo observou na vida dos crentes de Éfeso, quando testificou a mudança de vida deles: “Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz” (Efésios 5:8). Assim, leitora, dome suas emoções, creia no que diz a Palavra de Deus e goze da bênção do perdão e restauração que o Senhor pode realizar em sua vida.