Valdemiro Santiago irá fechar filiais da Igreja Mundial na África, diz jornalista

Apóstolo Valdemiro Santiago decide fechar filiais da Igreja Mundial na África, diz jornalista

A Igreja Mundial do Poder de Deus fechou suas filiais no continente africano por uma decisão de seu líder e fundador, apóstolo Valdemiro Santiago.

A denominação neopentecostal dissidente da Igreja Universal do Reino de Deus foi fundada após Valdemiro dizer que havia recebido uma revelação após sair vivo de um acidente no continente.

A informação do fechamento das filiais africanas da Igreja Mundial foi divulgada pelo jornalista Felipe Patury, colunista da revista Época.

“O apóstolo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, fechou suas sucursais na África no mês passado. Foi um golpe. Valdemiro diz ter recebido um chamado divino para fundar sua própria congregação depois de ter sido salvo de um acidente na África”, escreveu o jornalista em sua coluna no site da revista.


  • Origens e crise

Valdemiro era bispo na Igreja Universal e tinha desavenças com o bispo Edir Macedo, líder da denominação. Com o “livramento”, decidiu usar o título de apóstolo e fundar a própria igreja, que nos primeiros anos, viveu crescimento avassalador, usando como estratégia a veiculação de programas de TV em emissoras de sinal aberto.

Vista como concorrente pela Igreja Universal, a Mundial passou a ser alvo de acusações sobre desvios de dízimos e ofertas. A TV Record, de propriedade de Macedo, veiculou reportagens denunciando Santiago pela compra de fazendas e milhares de cabeças de gados, que supostamente eram custeados pelos fiéis.


No mesmo período, as finanças da Mundial passaram a dar sinais de problemas, e o apóstolo viu-se obrigado a afastar boa parte dos homens de sua confiança na direção da igreja. A Universal passou a investir pesado na locação de horários nas mesmas emissoras que a Mundial transmitia seus cultos, e por falta de pagamento, acabou deixando a grade.

A polêmica mais recente envolvendo Valdemiro Santiago está ligada ao furto de água na sede da WS Music, empresa do apóstolo em sociedade com sua esposa, bispa Francileia. O gerente da gráfica do casal foi preso em flagrante pois havia fraude no relógio de medição do consumo de água.