Autoridades norte-americanas confirmam autenticidade do vídeo da morte de Sotloff

Estado Islâmico mata segundo jornalista e ameaça executar britânico


O Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos (EUA) confirmou, esta quarta-feira, a autenticidade do vídeo da decapitação do segundo jornalista norte-americano às mãos dos jihadistas, na Síria.

O primeiro alvo dos combatentes do Estado Islâmico (EI) foi James Foley e, ontem, foram divulgadas mais imagens que davam conta de uma nova execução.

Steven Sotloff, a segunda vítima, estava desaparecido desde agosto de 2013, altura em que foi sequestrado em Aleppo.