Meu testemunho - Carol Castro

Olá meninas, tudo bem? Aqui é a Carol do blog Princesa Cristã e hoje venho contar pra vocês um breve resumo de como eu cheguei até Deus...

Olá meninas, tudo bem?

Aqui é a Carol do blog Princesa Cristã e hoje venho contar pra vocês um breve resumo de como eu cheguei até Deus e como ele me transformou. Espero que esse pequeno testemunho venha ajudar muitas de vocês e que acima de tudo venha engrandecer o nome de Deus.




Minha vida começou a virar de ponta cabeça quando tinha 16 anos. Eu estudava em uma escola pública da qual os melhores alunos eram colocados em salas diferentes, logo os melhores ficavam no “A”, os mais ou menos esforçados no “B” e assim por diante.  Eu no ensino fundamental era uma garota muito entrosada com as pessoas apesar de ser tímida, era ativa e animada com as coisas, sempre muito alegre e com uma autoestima muito boa. Quando me vi nessa outra escola, e na sala “A” me deparei com pessoas que gostavam de passar por cima das outras para tirar notas boas, eternas e incansáveis discussões, professores que não estavam nem aí para os alunos e um sistema de ensino bem ruim. Eu nunca fui de panelinhas, nem grupinhos, gostava de me socializar com todos, e por causa disso nos trabalhos em grupos eu sempre sobrava. Então fui me perdendo, me sentindo retraída e até excluída de certa forma e isso foi fazendo com que eu me trancafiasse no meu mundinho, e pra ajudar as coisas em casa não era das melhores, o relacionamento com a minha mãe era complicado, nossa personalidade era totalmente oposta e nós não sabíamos trabalhar juntas. Eu acabei guardando sentimentos ruins dentro de mim, minha autoestima foi embora e a depressão chegou. Eu estava no último ano do ensino médio e quase sendo reprovada, pois já não ia nas aulas direito e faltava nas provas.

Minha mente começou a sugar pensamentos ruins, de morte, sempre de morte; eu achava que sempre alguém ia morrer ou eu mesma iria morrer a qualquer hora e aquilo era tão real pra mim que me fazia ter certeza de que eu ia morrer. Era algo que eu não conseguia controlar, aquilo me dominava de um jeito que eu passava dias sem dormir, chorando, com medo, assustada sem saber o que fazer. Então, minha mãe foi chamada uma vez na escola, pois eu já não estava agüentando guardar aquilo pra mim e escrevi uma carta desabafando para uma professora e ela chamou a minha mãe e a aconselhou me levar ao psicólogo. Então, minha jornada começou, na primeira psicóloga que eu fui a primeira coisa que ela me disse era que eu precisava emagrecer (eu havia engordado 10kg), e até me aconselhou a ler um livro de auto ajuda que na verdade me ajudou a ficar mais depressiva ainda e pasmem; ela me aconselhou a ir em uma clínica estética tomar injeções na barriga pra eliminar a gordura, assim como ela fez, (ela até mostrou as marcas da agulha em seu corpo) como se aquilo realmente fosse a causa do meu problema (foi quando eu comecei a ir na igreja com meus pais).

Na igreja eu me sentia bem, acolhida e fui recebendo o colo de Deus aos pouquinhos e confiando nele.

Sem eu saber, meu pai já cristão havia pedido pra que Deus me desse um namorado, pra que me ajudasse e me tornasse uma pessoa feliz, uma pessoa que me aproximasse mais de Deus. Então conheci meu namorado, e realmente ele foi uma pessoa que Deus colocou na minha vida, porque quando eu mais precisei de ajuda todos os meus amigos viraram as costas pra mim, pois ninguém gostava de ficar perto de uma pessoa triste. Com a chegada do Gabriel as coisas não melhoraram muito pra mim, mas ele sabia como me ajudar e foi me ajudando a criar coragem para enfrentar meus medos.

Houve uma vez que eu estava em uma confraternização do serviço da minha mãe com muitas pessoas em um local fechado, e na hora da refeição algo dentro de mim parecia que me esmagava e eu não conseguia comer, então eu deixei o medo me dominar e entrei em choque, fiquei chorando e chorando e não conseguia me mover. Desenvolvi síndrome do pânico e tormento foi ficando cada vez pior, pois eu era atingida no meu trabalho, no cursinho, na rua e na minha casa, nada do que eu começava eu conseguia terminar, larguei trabalho, cursinho e mal vivia dentro de casa e eu sequer sabia o porque aquilo estava acontecendo comigo.
Às vezes eu ligava pro Gabriel de madrugada chorando, com falta de ar pedindo pra ele me ajudar desesperada, e ele sempre sabia o que dizer; me pedindo pra ficar calma, respirar, dizendo que não era porque eu pensava naquelas coisas ruins que aquilo iria acontecer (isso me ajudou MUITO) e muitas vezes ele orava por mim. Outras vezes, eu ligava falando que ia me cortar, me matar e deixava-o desesperado. A depressão me afetava em tudo, em todo meu cotidiano. Quando eu saia com o Gabriel pra ir ao shopping e eu olhava outras meninas, sempre me sentia inferior a elas e começava a chorar, na igreja também.. Em todos os lugares, meu complexo de inferioridade chegou a um nível bizarro.

Após 3 anos de luta, em um culto de domingo, eu estava com o Gabriel e minha família quando Deus usou uma moça que eu não conhecia para falar comigo, ela disse: eu não te conheço, não sei nem o seu nome, mas estou aqui porque Deus me enviou até aqui para dizer que seus pensamentos de morte, seu medo, sua depressão está sendo colocada por terra hoje  e nada mais disso irá te afetar.
Eu me desmanchei de chorar, pois até então Deus nunca havia mandado alguém falar comigo e somente eu e o Gabriel sabíamos das piores situações que eu passava.

Minha vida então mudou a partir daquele momento, e eu me entreguei cada vez mais à Deus, deixando ele ser o único na minha vida. Me batizei, fui batizada pelo Espírito Santo, recebi dom de línguas e de discernimento e hoje posso dizer que tenho paz dentro de mim.
Decidi então criar o blog para tentar ajudar outras garotas que enfrentam problemas parecidos com os meus e que muitas vezes não sabem que há um Deus que as amam e as livram de todo o mal e que pode dar-lhes uma alegria sem fim.

Hoje posso dizer que estou curada da minha depressão, mas é claro que problemas todos nós enfrentamos, mas quando temos Cristo à nossa frente podemos crer num amanhã melhor.

Então se você se sente assim, entregue seus medos, seus anseios, suas angústias pra Deus que com certeza ele agirá em prol da sua vida e você viverá uma vida maravilhosa guiada por ele.

Você pode também me contar sua história escrevendo para: contato@princesacrista.com e juntas aprendermos umas com as histórias das outras.

Que Deus abençoe vocês ;*

Acessem meu blog clicando aqui.