TIM deverá se explicar ao Gabinete de Segurança da Presidência

Segundo informações, a empresa de telefonia móvel, TIM terá de prestar esclarecimentos ao Gabinete de Segurança Institucional da Presid...

Segundo informações, a empresa de telefonia móvel, TIM terá de prestar esclarecimentos ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, resultado da "espionagem" dos dados da presidente Dilma Rousseff, feita por dois funcionários da empresa. A TIM informou ao Governo Federal que realizou uma investigação e demitiu os funcionários envolvidos em tal ato, mas essas informações não convenceram o Governo Federal.

Assim como os dados da presidenta foram "vasculhados", sucedeu-se da mesma forma com os dados do ex-presidente Lula, que segundo fontes, também, pelos mesmos funcionários. Após isso, a Serasa removeu os dados de muitos políticos da sua base para evitar problemas do tipo.

Ainda não se sabe de que forma a empresa de telefonia será "punida", e se será ou não punida.

Fonte: Tecmundo