Manuscritos de Martinho Lutero são descobertos na Alemanha

Encontrados manuscritos inéditos de Martinho Lutero

Anotações em livros foram encontradas em biblioteca após 5 séculos.


Vários manuscritos de Martinho Lutero, pai do protestantismo, foram descobertos na famosa biblioteca Duque August de Wolfenbüttel, no norte da Alemanha, anunciou a instituição esta segunda-feira.

Um professor alemão de teologia, Ulrich Bubenheimer, foi quem encontrou as anotações, escritas nas margens de um poema e de uma crônica.

Imagem Ilustrativa 
Tesouros arqueológicos: grupo acha US$ 250 mil em moedas de ouro
Elas "fazem parte das mais antigas escrituras de Lutero conservadas", destacou em um comunicado a biblioteca, particularmente rica em manuscritos da era medieval, incunábulos (impressos com tipos móveis que remontam ao surgimento da imprensa) e livros da época da Reforma.

No total, a descoberta consiste em uma dúzia de anotações feitas por Lutero enquanto estudava em Erfurt (leste) no começo do século XVI. Nelas aparecem várias vezes a palavra latina "fides" (fé) e as datas de nascimento de Isabel da Hungria, uma santa da sua terra, a Turíngia.

Nascido em 1483 e falecido em 1546, Martinho Lutero foi um grande reformista religioso e um dos primeiros escritores da língua alemã. Ele foi autor de uma tradução da Bíblia em língua vernácula.

O luteranismo foi implantado no norte e no centro da Alemanha, onde teve o apoio de príncipes, no norte da Alsácia e nos países escandinavos. Com informações do Portal Terra