Silas Malafaia critica 'idolatria ao papa', Vaticano, e causa 'ira' dos católicos no Twitter

O pastor Silas Malafaia gerou nova controvérsia depois da visita do papa ao Brasil que terminou neste domingo (28). O líder evangélico fe...

O pastor Silas Malafaia gerou nova controvérsia depois da visita do papa ao Brasil que terminou neste domingo (28). O líder evangélico fez críticas principalmente à idolatria ao papa e gerou revolta dos católicos via Twitter.

“Ñ adoramos ídolos,ñ adoramos homens somente ao Deus trino.a Deus a honra,gloria e o poder.aqui esta o sucesso da igreja evangélica”, escreveu Silas Malafaia na sua página da rede social.

Silas Malafaia sugeriu a leitura da Bíblia para os usuários se informarem sobre o ato da idolatria como pecado, ressaltando que o instrumento da verdade do cristianismo é a Bíblia, “não os pastores, bispos ou o papa e sim a biblia.”

“Quer saber a verdade do evangelho? leiam a BIBLIA ela é a palavra de Deus (sic).”

“Que tal ler o q a biblia fala sobre a idolatria.Jesus,Paulo,Pedro dão uma verdadeira " lambada" no assunto. LEIAM! (sic)”

“A verdade absoluta para nós evangelicos é Jesus e ñ o papa.reconhecemos que o papa é apenas o líder de uma religião,nada mais ,nada menos (sic).”

O líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo falou ainda sobre o crescimento dos evangélicos, o que se tornou motivo de preocupação ao Vaticano, segundo relatórios da mídia.

“O crescimento da igreja evangélica ñ é fruto da capacidade do homem, mas o agir sobrenatural de Deus.alguns gostando ou ñ vai continuar (sic)”, escreveu o religioso.

À medida que Silas publicava os tweets, as críticas também o acompanhavam iniciando o que pareceu ser uma guerra viritual via Twitter entre ele e os católicos. O clima esquentou, principalmente, depois que ele falou sobre os recursos financeiros do Vaticano.

“O Vaticano possui uma das maiores reservas de ouro do mundo. Os bilhões de dólares fraudados do banco do Vaticano dirigido por cardeais… milhões e milhões de reais de ofertas e dizimo de católicos enviados para cobrir o rombo do banco. Querem falar de pastores? Calem a boca. Já foram no Vaticano para ver a pobreza que é? Eu já estive lá. Calem a boca para falar de pastor. Conversa fiada de pobreza”, escreveu Silas.

“As casas dos pastores que sao exemplo de simplicidade né Silas (sic)?” ironizou um usuário.

“Querido irmão, infelizmente sua postura é lamentável. Mas a vida continua, o caminho de Cristo é o da Cruz”, disse o padre Roger Luis.

Mas as críticas não foram razão para intimidar o pastor evangélico e ele publicou um tweet direto e nada simpático.

“Ñ gosta do q falo porque me acompanha,cai fora se ñ gosta do contraditório.Se me acompanha e me acha inescrupuloso ,voce é pior do q eu”.

Apesar da “guerra virtual”, o debate pareceu ter servido como reflexão a outros usuários, que mesmo sendo católicos concordaram com suas posições.

Sobre a idolatria, o usuário católico Gabriel Rippel Marca disse,“@PastorMalafaia sou católico mas não entendo,o Papa fala sobre idolatria e se deixa idolatrar,se deixa ser o pop star,não entendo mesmo...”

E a usuária Carla Corga concordou sobre uma possível falta de leitura bíblica pelos católicos.

“O problema é que os "cristãos" não evangélicos, não lêem a Bíblia. Não sabem o que estão seguindo. Confiam nas crendices. estive 14 anos dentro de igreja católica e nunca vi ninguém lendo. As pessoas acham que nasci evangélica, mas não”, comentou.

Via christianpost