Asaph Borba canta na Jornada Mundial da Juventude

Na última quarta-feira (24) o cantor Asaph Borba esteve participando da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), evento organizado pela Igre...


Na última quarta-feira (24) o cantor Asaph Borba esteve participando da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), evento organizado pela Igreja Católica no Rio de Janeiro, com a presença do papa Francisco.
A participação do cantor dividiu opiniões nas redes sociais. Alguns cristãos defendiam a participação do cantor evangélico no evento católico, enquanto outros dispararam críticas contra o cantor gaúcho.

O pastor Júnior Souza usou sua conta no Twitter para criticar o cantor: “Deixando de seguir @asaphborba você envergonha o sangue dos que morreram nas arenas por leões defendo a exclusividade da adoração a Cristo (sic)”, escreveu.

Borba publicou um texto em seu site oficial questionando “onde Jesus iria”. Na postagem o cantor chamou a igreja evangélica de “preconceituosa” e destacou que Jesus também foi criticado por “andar com publicanos, pecadores, prostitutas e a escória social de sua época”.
O cantor também lembrou que os religiosos da época de Cristo sempre tinham pedras nas mãos. “Lembro de um fato em que Jesus ter sido também criticado por andar com publicanos, pecadores, prostitutas e a escória social de sua época, e por isso sem dó, foi condenado, pela religiosidade insípida e sem vida dos judeus, que não se importavam com o futuro das Marias Magdalenas, e Zaqueus. Tinham pedras nas mãos sempre prontas para atirar sem conhecer portanto o coração do Mestre que sem dúvida amava e ama a todos sem distinção”, escreveu.

Asaph criticou também os líderes evangélicos que não saem às ruas, ficam inertes “quando deveria estar na rua acolhendo, compartilhando e mostrando amor”.
Após participar do evento Asaph usou sua conta no Twitter para comemorar: “Só digo uma coisa: Ontem o Reino de Cristo avançou na direção certa”.
Entre os evangélicos convidados para o evento estava Asaph Borba, Bené Bomes e Mike Herron.

Via Gospel Prime.