Pastor Marco Feliciano será alvo de protestos durante a Parada Gay em São Paulo

O pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) será alvo de protestos durante a edição 2013 da Parada do Orgulho Gay em São Paulo,...


O pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) será alvo de protestos durante a edição 2013 da Parada do Orgulho Gay em São Paulo, devido às suas frases polêmicas, consideradas homófobas e racistas. Um trio elétrico foi alugado e destinado apenas para essa função.

O evento, que será realizado no dia 2 de junho a partir das 12h00, tem como tema “Para o Armário Nunca Mais, União e Conscientização”, e segundo os organizadores, tem como objetivo chamar a atenção para a possibilidade da aprovação de leis consideradas retrógradas pelo movimento LGBT.

Segundo o G1, o trio elétrico contra Marco Feliciano terá um pedido para que a sociedade busque paz e se posicione contra o preconceito contra homossexuais.

“Não é só contra o Feliciano, é contra todos aqueles ‘infelicianos‘ que insistem em julgar os direitos dos outros em detrimento da sua heterossexualidade”, disse o ativista gay Nelson Matias, diretor da Associação da Parada do Orgulho GLBT (APOGLBT).

Para o ativista, o pastor Marco Feliciano representa uma fatia da sociedade formada por fundamentalistas: “Vivemos uma época de retrocesso. Estamos vivendo como se estivéssemos na era das cavernas. Estado laico é colocado em dúvida. Não só os LGBTs, mas todos têm de lutar contra isso”, afirmou.

Já Fernando Quaresma, que preside a APOGLBT, acredita que todo o preconceito existente na sociedade tem origem na religião, e cita como exemplo, o projeto de lei que visa derrubar a proibição aos psicólogos de atenderem homossexuais que desejem mudar sua orientação: “Não queremos retrocesso como vem sendo imposto por alguns segmentos de religiosos fundamentalistas. Ainda hoje ouvi que está sendo cogitada a votação da ‘cura gay’ na Câmara dos Deputados. Não podemos retroceder e ver retirados direitos que já conseguimos”, criticou.

Via Gospel Mais / Ligado no Gospel