Internautas questionam a veracidade da escuta telefonica contra o Pastor Marcos Pereira

Depois da divulgação de uma escuta ‘picante’ entre o pastor Marcos Pereira e uma fiel de sua igreja, a Assembleia de Deus dos Últimos Dia...

Depois da divulgação de uma escuta ‘picante’ entre o pastor Marcos Pereira e uma fiel de sua igreja, a Assembleia de Deus dos Últimos Dias, evangélicos especulam sobre a veracidade da gravação. No áudio, Marcos Pereira aparece combinando orgias com a fiel.

“Por que o áudio está dividido?” questiona uma internauta em comentários deixados no Blog O Diário. “Não sou especialista, mas tenho a forte impressão de que existem dois ambientes distintos no áudio, deveriam liberar o arquivo fonte de som, por que além das junções de áudio (creio que todos notaram a edição extremamente amadora que causa engasgos no áudio), existe uma clara indicação de que são duas conversas distintas em ambientes distintos, unidas por um software de edição de áudio.”

A escuta foi divulgada pelo jornal Extra, do sistema Globo, empresa de comunicação acusada pelo deputado Paulo Ramos (PDT) de orquestrar contra o pastor, por influência do líder da AfroReggae, José Júnior.

"SERA QUE É ELE MESMO?, A GLOBO TEM TECNOLOGIA PRA ISSO PARA FORJAR UMA FALSA GRAVAÇÃO, PARA EU ACREDITAR SÓ SE A PERICIA DISSER QUE É ELE", diz outra internauta.

Outro usuário da plataforma expõe: “Gente, também nao sou expert, mas tá na cara que é uma montagem das mais grotescas…. dá para perceber a diferença na profundidade do som quando ele ri por exemplo”.

Outros questionam por que o áudio veio a ser publicado somente agora e também pedem para que seja feita uma perícia. “Não me convenceu, porque não apresentaram essa esculta antes (sic).”

“Com toda certeza, após uma perícia ser feita essa gravação falsa vai ser desmascarada!! Quem quiser confirmar é só checar o áudio dos DVDs dele ou dos vídeos do pastor postados no youtube e comparar com a voz dessa gravação!!”

As notícias do pastor têm abalado a comunidade evangélica. Entretanto, alguns evangélicos mais céticos acreditam que não se deve julgar a favor ou contra sem antes ter provas reais do caso e se o pastor for culpado a verdade será revelada.

O pastor Geremias do Couto, apesar de não negar que haja manipulação da mídia, “quando lhe interessa”, ele acredita que não se pode achar “que tudo quanto se divulga nos meios de comunicação é calúnia”.

Em entrevista ao The Christian Post, o coordenador da AfroReggae, apontado como sendo o 'estopim' de todas as acusações, expôs sua opinião sobre o caso, afirmando que não se trata de uma “guerra contra os evangélicos”.

José Júnior foi o primeiro a fazer denúncias contra o pastor no ano passado, depois de um desentendimento entre ambos. José Júnior o acusou de querer matá-lo e ter ligações com ataques criminosos em 2006 e 2010 no Rio.

Ela aponta que se o pastor realmente fizesse o bem, não teria motivos para “conspirar” contra ele.

Supostas vítimas que desmentiram as próprias acusações apontam integrantes da AfroReggae, em especial Rogério Menezes, como os que as coagiram a prestar depoimento contra o pastor.

O pastor Marcos Pereira foi preso no último dia 8, acusado de 2 estupro, de 6 acusações iniciais. Pelo menos três das supostas vítimas, que incluiam sua própria esposa (Ana Madureira da Silva), desmentiram as acusações em vídeos publicados no YouTube.

No entanto, Júnior afirma que os vídeos postados por elas foram todos editados.

Marcos Pereira foi recentemente indiciado por ameaçar duas testemunhas do processo e se tornou alvo de investigações da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) (RJ).