Sou Cristão, mas estou sentindo um vazio

A primeira forma de vazio é a falta de algo dentro da alma, do coração. Você pode ser milionário, e não ter falta de nada. Mas o vazi...

A primeira forma de vazio é a falta de algo dentro da alma, do coração. Você pode ser milionário, e não ter falta de nada. Mas o vazio está lá. É um vazio que não se pode preencher com viagens, filosofia, religião, álcool, sexo, maconha, cocaína, crack, pornografia, antidepressivos, calmantes, namorados, futebol, nada. Ele vai sempre  continuar lá. É uma tristeza silenciosa, escondida até mesmo atrás de um rosto "sorridente". Aquelas coisas satisfazem apenas os sentidos físicos e as necessidades do corpo.

Nada pode preencher este vazio a não ser o amor de Deus. Se você já amou em sua vida e foi amado, sabe que o amor faz brilhar os nossos olhos enquanto ilumina a nossa alma. É apenas uma pequena amostra do amor verdadeiro. O Senhor nos ama com amor muito maior, com o amor verdadeiro. Jesus Cristo, o filho de Deus, encarnado, veio nos trazer as boas novas do amor de Deus. Jesus é a expressão máxima deste amor. No evangelho de São João 6:35, Jesus disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede. E , no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, que venha a mim e beba. João 7:37. Ele estava falando de um pão e de uma água para matar a fome e saciar a sede da alma.

Este tipo de vazio só pode ser preenchido por Jesus Cristo. E esta pessoa é amorosa, mas educada. Se você convidar Jesus, pessoalmente, para morar em seu coração, Ele vai ouvi-lo(a), ainda que você possa ser a pior pessoa deste mundo, se você pedir, ele vai lhe dar do pão e da água da vida. Sobre este mesmo assunto, leia nossa mensagem, clicando neste link : Como se reconciliar com Deus 

Há um segundo vazio. Você é cristão mas tem uma sensação de abandono espiritual. Também esta escrito: "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu". Eclesiastes 3:1. Há tempo em que você ora e Deus responde sempre com bênçãos. Emprego, cônjuge, universidade, concursos, carros, promoções, vendas magníficas. Você está lá no alto do sucesso ou no "monte".

Para compensar estas coisas, e para saber se você ama a Deus apenas pelas bênçãos nos tempos de "sucesso", os dias maus também são uma realidade. De repente você começa a perder as coisas. Os "amigos" somem; podem ir embora o emprego, os cargos na Igreja, o conforto da casa, a despensa pode ficar vazia, seus filhos vão ter que deixar a escola particular e, ao mesmo tempo começam surgir as dívidas, os problemas familiares... é a temporada no "vale" em direção ao fundo do poço. Aí, você se sente só, desamparado(a), sem amigos - e vem uma sensação de abandono.

Em passado recente, você era querido(a) admirado(a). Agora todos o(a) desprezam. Isto é muito freqüente. Saiba que antes de você, muitos outros servos de Deus passaram pelo mesmo tipo de aflições. O Espírito não o abandonou, embora você não consegue sentir a presença dEle. Jó foi repreendido por Deus porque andou resmungando... reclamando. Até Jesus teve a mesma sensação: "Por volta da hora nona, clamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni? O que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Mateus 27:46 "

Quando estiver no "vale", não confie no que você estiver pensando. Principalmente se estes pensamentos são de coisas ruins. "Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." Nosso adversário não perde tempo. Ele vem com pensamentos malignos para tentar todos os que estiverem passando pelo deserto.

Cada dia é uma nova batalha. Fique firme para vencer sua guerra. No tempo do vale, e do deserto o adversário procura trazer a nossa mente, as culpas e pecados do passado. Se eles já foram confessados a Cristo - já foram perdoados.

Jó foi constantemente acusado pelos "amigos" de que seu sofrimento era conseqüência de pecado. Mas não era. Por trás, o tempo todo, era o diabo que tinha inveja de Jó. Só Deus sabia disso e nunca falou para Jó. Em nenhum momento, Jó aceitou as acusações dos amigos, pois não encontrava em seu coração pecado de morte.

Esta temporada no vale vai passar. E quando ela passar, você vai estar com sua fé fortalecida. O tempo no vale é permitido por Deus para ensinar a não confiar em si mesmo, quando estiver lá no alto do "monte".

Fontes: Olhar Cristão | Reprodução: Ligado no Gospel