Bíblia: O Livro mais confiável da Terra

Estudo da Semana  Por Pr. Rodrigo David Muita gente concorda que a Bíblia é um livro histórico, poético, formador de opinião e de co...

Estudo da Semana 


Por Pr. Rodrigo David
Muita gente concorda que a Bíblia é um livro histórico, poético, formador de opinião e de conduta. Ok, mas os ímpios também dizem isto acerca de muitos livros deles. E aí que está a questão, porque nós, cristãos, colocamos a bíblia em um patamar único. Sim, nenhum é igual a ele: “a escritura não pode falhar” (Jo 10:35).
A bíblia é a palavra de Deus que foi escrita por homens inspirados pelo Espírito Santo. Ora, mas aqui o termo “inspirado” vai além do que dizer que um artista estava inspirado ao pintar um quadro, que o jogador de futebol estava inspirado naquele jogo ou até mesmo que o pastor estava inspirado ao pregar domingo. Inspirados, para se referir ao autores bíblicos, significa dizer que:   “Eles foram totalmente tomados por Deus para escrever este livro, de um modo que ninguém nunca mais o será, de modo que a mão na pena era de Pedro, Paulo, mas o conteúdo é totalmente divino, sem erros”. Podemos fazer tal afirmação? Quais provas temos do teor completamente divino da bíblia?

Primeiro vamos responder as perguntas criticas mais comuns a bíblia:

“A bíblia é um livro de escrito por homens”

Onde você aprendeu sobre a lei da gravidade? Num livro escrito por homens, e nem por isto deixa de ser verdadeiro.

“A bíblia é um livro antigo, pode ter sido alterado”

Primeiro, vamos tratar da questão da antiguidade do livro. Ora, então o que determina a veracidade de algo é a sua atualidade? Tudo que é antigo é mentira? Claro que não, pois verdade não está presa ao tempo, o que era verdade ontem será hoje e vai ser amanhã. Assim como a maçã não pairava no ar há 400 anos atrás, ela não paira hoje e, portanto, mesmo que Newton tenha elaborado esta lei a centenas de anos atrás ela continua sendo verdadeira hoje. Atualmente pessoas reverenciam Platão e Shakespeare, mesmo que o primeiro tenha vivido há mais de 2 mil anos atrás e outro há mais de 300 anos.

Agora, vamos falar sobre a teoria que diz que a bíblia pode ter sido alterada no meio do caminho por monges. Só o novo testamento possui quase 6000 mil manuscritos, que são as cópias dos originais. Se estes monges quisessem alterar a bíblia eles precisariam achar estes manuscritos, alterá-los e depois enterrá-los de novo. Além disso, precisariam pegar todas as bíblias que foram traduzidas para outras línguas. Ora, isto é impossível.

Por que creio que a bíblia é o livro de Deus?

1º A bíblia é um livro de fatos

Lc 1:1-3 “narração de fatos”. A bíblia é baseada num fato histórico: a crucificação de Jesus. As religiões entretanto, são uma coleção de invenções de histórias. A bíblia dá nomes, datas, regiões, genealogias, tudo para que as pessoas possam testar a veracidade dos acontecimentos.
Uma idéia pode ser inventada, mas um personagem histórico como Jesus não. Por que se Jesus fosse só uma invenção da cabeça de algum autor doido, qualquer pessoa iria questionar e dizer: “Não, espere ai, neste período da história, na época de Pilatos, ninguém, jamais viu tal homem chamado Jesus” .

2º A bíblia é um livro baseado no Testemunho de muitas pessoas

No tribunal é aceito o testemunho de homens. Na história secular também, pois como você sabe que o holocausto existiu se você não estava lá e nem viu coisa alguma? Por causa do testemunho idêntico de centenas de testemunhas. Agora, por que o testemunho bíblico não é aceito? Imagine que você é um homem que viu todas as falcatruas dos senadores. Então você é chamado para depor. Mas sabe o que estes senadores fazem? Tentam de tudo para desqualificar a testemunha que irá expor todos os seus pecados. É exatamente isto que tentam fazer com a bíblia.
Centenas de pessoas testemunharam a ressurreição de Jesus, Paulo diz em I Co 15:3-8 que pelos menos 500 pessoas viram isto.  Agora, o testemunho de outras religiões é solitário. Maomé estava sozinho na rocha quando recebeu suas revelações do céu. Alguém viu? Não, temos que confiar em apenas um homem. O cristianismo não é assim.

3º As profecias

(Veja: v.20) Alguns argumentam contra a palavra de Deus, dizendo: “Não sei quando e por quem a bíblia foi reunida como posso crer que ela é divina?”. Imagine que eu pegue um livro cheio de profecias, do tipo: No Brasil, uma mulher nunca chegará a presidência. No Brasil, o palmeiras nunca será rebaixado”. Ora, não preciso saber quem ou quando este livro foi escrito, mas pelo óbvio eu sei que ele é falso.
Mesmo que você não soubesse por quem ou quando a bíblia foi escrita, pelas suas profecias cumpridas nós sabemos que este livro é divino, pois só Deus pode prever com tanta antecedência uma enormidade de fatos e não errar nenhum.

4º A transformação efetuada pela bíblia

Imagine que eu pegue uma receita de bolo na internet e tente reproduzi-la na minha casa. E o que eu vejo no meu forno é exatamente igual à receita. Posso não saber quando ou por quem ela foi escrita, mas pelo resultado eu vejo que ela é verdadeira. Assim é a bíblia, olhe para a quantidade de pessoas e sociedades no passado que foram mudadas por ela.

5º A vida e ressurreição de Jesus

Jo 2:22. Eles creram nas escrituras por causa da ressurreição de Jesus. Mas talvez você me pergunte: “E se os apóstolos mentiram sobre a ressurreição de Jesus, pois sabemos muito bem que pessoas mentem?”.  Sim, pessoas mentem para se safar, para levar vantagem, para se beneficiar.  Agora, o que os discípulos ganharam por testemunhar sobre a ressurreição de Jesus? Apedrejados, serrados ao meio, queimados, decapitados.
Mas talvez você dirá: “Ora, os muçulmanos radicais entregam suas vidas por uma mentira ao se fazerem homens bomba?”. Sim, mas eles entregam suas vidas por uma mentira que eles acreditam ser verdade, agora você acha mesmo que Pedro entregaria sua vida por uma mentira inventada por ele? Claro que não. A ressurreição atesta a veracidade da bíblia.

Se a bíblia não fosse a palavra de Deus, estávamos lançados a pensamentos e soluções humanas, ou seja, estávamos perdidos, sem rumo, sem esperança, sem uma bússola  confiável para nos guiar nesta e na outra vida. Mas graças a Deus, que nossa fé não é cega e que Deus nos deu inúmeros motivos sólidos para acreditar em sua palavra.