Polícia diz que pistoleiro foi contratado para matar Magno Malta

Senador Magno Malta O Senador Magno Malta (PR-ES) registrou um boletim de ocorrência nesta quarta-feira no Espírito Santo. Segundo a próp...

O Senador Magno Malta (PR-ES) registrou um boletim de ocorrência nesta quarta-feira no Espírito Santo. Segundo a própria polícia, já foi contratado um pistoleiro para sua execução. A informação foi divulgada por sua assessoria de imprensa em seu site.
 
A denúncia foi feita na Superintendência de Polícia Especializada, na capital Vitória. Segundo o site do deputado, há dez dias um pistoleiro prepara armadilhas para assassiná-lo. O policial civil Josimar Alberto Pereira Sarti disse ter informações sobre o suposto mandante do crime, e assim Magno levou o caso para a polícia.
 
“Nenhum policial inventaria algo tão grave sem qualquer comprovação. Minhas diversas bandeiras são contra legalização das drogas, em defesa das crianças abusadas e vou fundo para apurar denúncias de mortes em hospitais de vários estados”, comentou Magno Malta.
 
O caso começou a menos de 20 dias, de acordo com informações oficiais. O senador Magno Malta denunciou nos programas de TV do Partido da República (PR) o nível alto de violência no Espírito Santo. Ele já participou de diversas investigações e responsável pela prisão de traficantes, assassinos, sequestradores e pedófilos, e foi informado pela própria polícia que há um pistoleiro contratado para executá-lo a qualquer momento.
 
A Polícia Civil informou ao G1 que o registro foi feito e o caso está sendo investigado pelo delegado José Monteiro Junior. O presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, já foi comunicado a respeito das ameaças contra o senador Magno Malta.

Em seu depoimento ele disse para a polícia “que já foi ameaçado durante a CPI do Narcotráfico e da CPI da Pedofilia e que agora vai presidir a nova CPI sobre Violação ao Direito Humano à Saúde que vai apurar erros médicos em instituições públicas e privadas no Brasil. Sou homem público que tem coragem para combater a criminalidade e não tenho medo de pistoleiros”.

 
José Monteiro, Superintendente de Polícia Judiciária, escutou o senador Malta por aproximadamente duas horas. “É uma ameaça de morte séria e já vamos investigar todos os pontos”, informou o delegado. Magno Malta é, além de político, pastor evangélico e músico.

Reprodução: Ligado no Gospel / www.ligadonogospel.com
Fonte: Folha Gospel / The Christian Post
Ao reproduzir cite fontes, As informações aqui postadas não devem ser usadas para fins comerciais sem prévia autorização do Autor.