Lideranças Evangélicas se pronunciam a respeito da morte de Hugo Chávez

Hugo Chávez Hugo Chávez governava a Venezuela haviam 14 anos e, após a sua morte, muito se especula sobre qual será o futuro do país sul-...

Hugo Chávez governava a Venezuela haviam 14 anos e, após a sua morte, muito se especula sobre qual será o futuro do país sul-americano. Durante os 14 anos a rente do país, Chávez  colecionou admiradores e inimigos, dividindo opiniões. Nos últimos tempos, o ex-presidente se voltou para o cristianismo, dizendo constantemente crer que Deus o curaria.

As divergências de alguns pastores com Chávez se davam por ele se opor a Israel, apoiar o Irã e ter ligações fortes com Bolívia, país com cultura indígena, e Cuba e onde os cristãos são perseguidos.

As lideranças Evangélicas do país se pronunciaram a respeito da morte do governante. O  Conselho Evangélico da Venezuela  disse em um comunicado oficial, que estendia suas condolências “às famílias de todos os venezuelanos”, enquanto os chamou “para reflexão e avaliação do que é realmente importa na vida. Como venezuelanos, somos desafiados a enfrentar esses momentos particulares da nossa história com sentimentos de grande responsabilidade e fraternidade. ”

O Presidente do Conselho, pastor Samuel Olson, deu uma entrevista ontem, afirmando que a morte do presidente “traz uma nova realidade e uma profunda dor para a família venezuelana… O país viverá uma realidade totalmente nova e precisamos estar em paz, temos de usar esse tempo para refletir e pedir a Deus que direcione aqueles que irão liderar o país”.

Enquanto vários presidentes se dirigem para Caracas onde o corpo de Hugo Chávez será sepultado no dia 8 de março, analistas políticos creem que a Venezuela pode passar por um período de tribulação política e que os opositores do chavismo irão tentar mudar os rumos do país.

Com informações de Gospel Prime, Heverton de Oliveira para o Ligado no Gospel.